11.7.2010 às 01:02

nginx: adeus apache?

Há alguns meses, o Evandro Myller, se não me engano, me envenenou com a ideia de usar nginx. Eu já tinha ouvido falar dele mas nunca dei muita atenção e resolvi pesquisar sobre as vantagens. Não precisei de mais nada: os testes mostravam que o nginx se sai muito melhor que o Apache em situações de stress.

Baixei o danado e instalei em um servidor da iRadio, num IP que estava sobrando. A instalação foi tranquila e a configuração também.

Peguei uns exemplos de configuração e fiz tudo baseado em vhosts, numa estrutura que me agradou bastante: todos vhosts localizam-se em /www/<dominio_principal_do_vhost>/ e, dentro dessa pasta, criei as pastas conf, http, logs e status. Creio que os nomes sejam auto-explicativos… Só não lembro a utilidade da pasta status, pra falar a verdade, mas ela está lá…

Dentro da pasta conf, o nginx carrega todos arquivos *.conf sendo que tenho 3 padrões:

expires.conf – para definir a expiração padrão de certos arquivos no cache do browser,
rewrite.conf – para armazenar as regras de URL Rewriting,
tune.conf – para ajustes de performance em geral.

Na época fiz uns testes comparando Apache e nginx e a diferença foi pequena, então eu percebi que estava testando em páginas que acessavam o MySQL… Tratei de corrigir a burrada e refiz os testes e o nginx se saiu melhor. Infelizmente não tenho mais os resultados dos testes para compartilhar, mas pelo que me lembro não chegou a ser uma diferença gritante.

Afinal, vale a troca?

Não sei dizer com 100% de certeza, mas considerando os testes feitos por aí, que mostram o nginx deixando o Apache pra trás, eu já estou usando nginx sempre que posso (aqui no blog, por exemplo). Além da questão de performance a configuração dele também me agradou e a documentação, embora não seja a melhor coisa do mundo, é bem amigável.

Como se isso tudo não bastasse ele ainda funciona como load balancer, tem como dizer não pra uma coisinha dessa? :)

Comentar

Seu email não será publicado.